FAKE NEWS: Palocci confessa que PT comprava institutos de pesquisa

Vocês se lembram das “misteriosas” pesquisas de intenção de voto que colocavam Bolsonaro lá embaixo, enquanto a maioria das pessoas que conhecíamos afirmava que jamais votaria no PT?

Lembram-se de como o povo carregava Bolsonaro nos braços,  enchendo ruas e galerias para vê-lo, enquanto certos candidatos ficavam às moscas (Alckmin, etc) ou cercados por figurantes pagos (Haddad), MAS, ainda assim apareciam bem nas pesquisas?

 

 

Palloci, quando era ministro de Lula

Parece que a MATRIX aos poucos está sendo desvendada. Na data de hoje, 24/01/2019, (adivinhem quem?), um “certo jornal” (sim, a “Foice de São Paulo” – veja aqui a matéria) foi OBRIGADO A VEICULAR uma matéria  (obrigado, pois o Jornal “O Estado de São Paulo” também divulgou, mas antes da Folha) que retrata a realidade: A de que propinas pagaram “pesquisas” para o PT.

Segundo Palocci, “as pesquisas que não eram favoráveis ao PT eram mantidas sigilosas, ao passo que pesquisas favoráveis eram amplamente divulgadas ao público”. Os contratos entre a empreiteira e o Instituto Lula chegaram a um valor de R$ 11 milhões.

 

 

Já leu sua mentira de hoje na grande mídia?

Então, a questão envolve não apenas os “institutos de pesquisa”, mas também a grande mídia pois, afinal, por qual motivo e de que modo eles deixavam de divulgar a verdade?

Não se sabe dizer se isto é um misto de “Matrix” com “Kafka”, mas a única verdade que podemos dizer que existe é que a verdade não existe. Ao menos não nos jornais. Se sequer os “institutos de pesquisa” são confiáveis, em quê se pode confiar?

De certa forma, isso serve como um aviso, a de que é preciso usar a CRÍTICA sempre, e sempre se questionar: “quem ganha com essa notícia”. Se formos reparar, tirando algumas notícias para “disfarçar”, certas “mídias”, sempre beneficiam os mesmos grupos e atacam ou não divulgam fatos benéficos a outros.

Temos vivido uma era em que representantes de certos jornais se queixam publicamente da “influência negativa” das redes sociais. Claro, negativa aos interesses deles, que não mais conseguem mentir impunemente.

 

Otávio Azevedo sendo preso

E, para ‘enterrar’ de vez o defunto petista, o ex-presidente da Andrade Gutierrez Otávio Azevedo, que chegou a ser preso e depois virou delator na Lava Jato, confirmou, em colaboração, os pagamentos ao Vox Populi (um dos “institutos de pesquisa” supostamente envolvidos no esquema). 

Sendo que sempre é bom relembrar, as delações somente são aceitas pelo Ministério Público, quando acompanhadas de provas que as possam comprovar, de modo que o velho argumento petista (de que são meras denúncias vazias) é completamente mentiroso.

Assim, caros amigos, como dito acima, duvide sempre, apoie-se mais na sua intuição e naquilo que seus olhos vêem. A grande “Matrix” está ai para mentir e controlar a todos. Cabe a você ser gado de manobra, ou acordar para a realidade.

 

Abaixo, apenas a título de exemplo, um vídeo da revista exame na época da eleição, onde até mesmo os jornalistas ficaram ‘estarrecidos’ com a “repentina queda” de Bolsonaro e a ascensão de Haddad.

 

 

 

 

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: