Assalto em MT: Ex-candidata esquerdista é morta em frente à família.

A assistente social concorreu nas últimas eleições para o cargo de vereadora, pelo PHS

 

Uma assistente social foi morta na noite dessa segunda-feira (1/07/2019) ao ser abordada por um assaltante quando chegava de carro em casa, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá.

A vítima corresponde a Sandra Siqueira Travaína, de 47 anos, que era filiada ao PHS – Partido Humanista da Solidariedade, de tendência claramente esquerdista, e que luta pelos direitos humanos.

Pelo que consta, Sandra, ao chegar no portão de sua casa, por volta das 22 horas, e perceber o assalto, apertou a buzina do carro para chamar a atenção do marido dela, que estava dentro da residência. O ladrão então se enfureceu e atirou contra a vítima.

Sandra estava com a filha, de 16 anos, e a irmã dela.

É apenas mais uma entre tantas vítimas. Ironicamente, foi morta por uma das “vítimas da sociedade” que tanto defendem os “direitos humanos”.

 

 


 

IRAN PORÃ MOREIRA NECHO (15/11/1970), é católico apostólico romano, advogado formado na Universidade Mackenzie, com extensão em Samford-EUA, atuou como advogado interventor em Liquidações Extrajudiciais pelo Banco Central, foi membro do Tribunal de Ética do OAB/SP (acusação), foi membro do  Comissão de Defesa do Consumidor da OAB/SP, sócio no escritório de advocacia Moreira Necho e Santos Couto Advogados, presidente do IBRIM – Instituto Brasileiro Imobiliário e fundador do Movimento Direita Livre, em 2013.

 


 

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: